Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

ESCOLAS DE SAMBA - Dicas para quem quer ver o desfile

 

 

O desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro é um daqueles eventos que você deve ver pelo menos uma vez na vida. Ele é o resultado de praticamente um ano de trabalho de profissionais e voluntários que mantém viva essa parte importante da cultura brasileira.

Os desfiles acontecem no Sambódromo e na Rua Intendente Magalhães.

 

O QUE VOCÊ VAI ENCONTRAR AQUI:

- O DESFILE

- QUAL DESFILE VER ?

- SAMBÓDROMO - QUAL O MELHOR SETOR

- COMO IR PARA O SAMBÓDROMO

- O QUE NÃO PODE LEVAR 

- KIT CHUVA (é importante)

 

O DESFILE

 

Antes de mais nada vamos entrar no clima. Coloque o fone de ouvido, aumente o som e clique no vídeo abaixo.

Neste vídeo você já tem a sensação de quem está na arquibancada. Foi feito a partir do setor 2.

Cada escola de samba conta uma história (enredo) no seu desfile.  Ao entrar no sambódromo tente pegar um livrinho que eles costumam distribuir. Nele você irá encontrar a descrição do enredo de cada escola e do significado de cada carro (alegoria) e de cada fantasia de cada ala (grupo de componentes com uma mesma fantasia).

bateria é quem sustenta o ritmo do desfile e não é permitido o uso de instrumentos de sopro. Cada escola utiliza um samba cuja letra deve contar o seu enredo e ele é repetido tantas vezes quantas forem necessárias até a escola cruzar toda a pista e terminar o seu desfile.

Cada escola tem, no máximo, 75 minutos para desfilar (Grupo Especial) e 55 minutos (Grupo A). Demais grupos, 40 a 45 minutos.

Antes de começar efetivamente o desfile, cada escola costuma fazer um aquecimento (chamado Esquenta) cantando sambas antigos ou algum outro sucesso. As baterias costumam fazer também uma rápida apresentação em frente aos setores 1, 2 e 3 antes de entrarem no primeiro recuo.

Para que você possa entender e acompanhar melhor o desfile, vamos apresentar abaixo algumas partes que todas as escolas apresentam:

 

COMISSÃO DE FRENTE

 

É um grupo de componentes que apresenta uma dança coreografada e pode estar ou não acompanhado de algum tripé ou um pequeno carro. Sua função é simbolizar o início do desfile e apresentar a escola. No vídeo abaixo (51 segundos) você tem um exemplo. E aproveite para sentir o clima do início de um desfile.

 

ALEGORIAS

São os carros que são utilizados para dar destaque ou contar uma parte importante do enredo. Infelizmente usar carros gigantescos passou a ser um fator que mostra o poderio da escola. Algumas exageram e pecam pelo excesso. Muitas vezes não há necessidade de fazer carros tão grandes para transmitir a mensagem que se deseja.

 

 

Nesta foto temos um exemplo de uma alegoria belíssima e que era das menores que passaram pela avenida naquele ano considerando-se todas as escolas do grupo especial. No desfile do grupo A as escolas apresentam carros menores, mas também de muito bom gosto e confecção.

 

MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA

 

A Porta-Bandeira é a pessoa que tem a honra de carregar e exibir a bandeira da escola. O Mestre-Sala tem a função de cortejar a Porta-Bandeira e protegê-la de qualquer pessoa que queira importuná-la ou pegar a bandeira. Obviamente é apenas uma representação pois, durante o desfile, ninguém vai querer roubar a bandeira da moça. Mas no passado esse perigo existia e vem de lá essa tradição de proteger a bandeira.

 

 

As escolas apresentam mais de um casal. Apenas um é avaliado pelos jurados e esse casal deve executar uma dança especial na frente deles. É sempre um momento muito bonito do desfile mas, ao mesmo tempo, de muita tensão pois qualquer erro pode tirar pontos preciosos da escola na competição.

 

ALA DAS BAIANAS

 

Todas as escolas são obrigadas a apresentar uma ala de baianas. Elas não contam ponto para o desfile, mas têm uma importância muito grande pois simbolizam aquelas que foram as matriarcas da escola. Na grande maioria das vezes desfilam com essas saias grandes e armadas e o ponto alto da sua evolução é quando elas rodam em determinados momentos do samba. É sempre um momento aguardado pelo público. Na ala deveriam desfilar apenas as senhoras que tiveram, realmente, uma importância muito grande na história da escola, mas sabemos que existem muitas jovens que fazem parte delas. Vamos interpretar que isso faz parte da renovação dos componentes de uma escola.

 

A VELHA GUARDA

 

 

São pessoas que conservam a memória cultural viva da escola. São fundadores, ex-passistas, ex-mestre-salas e porta-bandeiras, ex-diretores e integrantes antigos da escola. São muito respeitados não só pela própria escola como também pelas demais. Já são pessoas com muita idade e muitas escolas estão optando por colocá-los em carros alegóricos representando alguma parte do enredo.

 

ALA DOS COMPOSITORES

 

Outra ala bem importante. Antigamente só os integrantes dessa ala podiam fazer o samba que a escola iria usar no desfile. Hoje essa obrigatoriedade não existe mais.

 

Agora que você já está familiarizado com o desfile, vamos aos aspectos práticos e relacionados à logística para que você curta sua noite da melhor forma. 

 

QUAL O DESFILE QUE VOCÊ QUER VER ?

 

Grupo Especial e Grupo A - desfilam no Sambódromo

Grupos B, C, D e E - desfilam na Rua Intendente Magalhães

 

GRUPO ESPECIAL

 

É o desfile principal. As escolas maiores e com maior poder aquisitivo desfilam neste grupo.

Em 2019 serão 14 escolas que vão desfilar no domingo, dia 03/03 (7 escolas - início às 21:15 h) e na segunda-feira, dia 04/03 (7 escolas - início às 21:15 h). Desfilam com cerca de 3500 a 4000 componentes. Já possuem, naturalmente, um maior poder aquisitivo, recebem um subsídio da prefeitura e, pela exposição que conseguem, muitas obtém patrocínios que rendem um bom dinheiro. Por esse motivo apresentam carros maiores e com mais recursos, fantasias mais ricas e visualmente apresentam o melhor desfile. Por esses motivos os ingressos também são mais caros.

 

Preços dos ingressos

 

Para ainda tentar comprar ingresso para o grupo especial melhor entrar em contato com a LIESA - Liga das Escolas de Samba. Tel. 3213-5151. 

Camarotes e boxes especiais – mais informações no site liesa.globo.com

 

ORDEM DO DESFILE 


 Fonte: site liesa.globo.com

 

O desfile é um concurso. As escolas são avaliadas por juízes que ficam em cabines espalhadas pela avenida. As notas são divulgadas na quarta-feira e as duas últimas colocadas são rebaixadas para desfilar no ano seguinte no GRUPO A (ou Grupo de Acesso). As seis primeiras colocadas voltam para o DESFILE DAS CAMPEÃS que acontece no sábado seguinte. Para este desfile das campeãs as escolas procuram desfilar com todos os seus carros, componentes e fantasias, mas o desfile de domingo e segunda-feira é indiscutivelmente melhor e, por este motivo, os preços para o desfile das campeãs é menor, como pode ser visto nas tabelas acima.

 

SÉRIE A (ou GRUPO DE ACESSO)

 

É o desfile onde se apresentam as escolas que vão disputar o direito de desfilar no GRUPO ESPECIAL no ano seguinte. São agremiações também bastante tradicionais do carnaval do Rio de Janeiro e algumas até com títulos de campeãs do grupo especial que, por um motivo ou outro, não atravessam um bom momento e foram rebaixadas para o grupo secundário. As escolas desfilam com cerca de 2000 a 2500 componentes. Visualmente apresentam carros menores e fantasias menos ricas do que as suas coirmãs do grupo especial, mas, em termos de qualidade do samba e de seus ritmistas e componentes, são igualmente muito boas. O desfile é muito bom. Em 2019, serão 13 escolas que desfilam na sexta-feira, dia 01/03 (7 escolas - início às 22:30 horas) e sábado, dia 02/03 (6 escolas - início 22:00 horas). As escolas são também avaliadas por jurados e apenas a primeira colocada atinge o objetivo de desfilar no grupo especial no ano seguinte. Para as escolas da Série A não existe o desfile das campeãs. Normalmente a campeã faz o desfile nas ruas do bairro onde fica a sua sede, no sábado seguinte ao resultado.

 

ORDEM DO DESFILE

 

fonte: site apoteose.com 

 

PREÇOS DAS ARQUIBANCADAS – R$ 50,00 no setor 9 e R$ 15,00 nos demais setores

LOCAL DE VENDA – Sambódromo nas bilheterias que ficam embaixo do setor 11

As vendas começam em fevereiro. Informações pelo telefone 2233-8151

Pagamentos só podem ser feitos em dinheiro.

 

GRUPOS B, C, D, E

 

Os desfiles destes grupos são realizados na Estrada Intendente Magalhães. São escolas que são verdadeiras guerreiras e seus dirigentes e componentes lutam com bastante sacrifício para fazer um desfile digno das tradições das escolas. Possuem orçamentos limitadíssimos. A motivação das pessoas que trabalham para a construção dos carros e fantasias na grande maioria das vezes é apenas a paixão pela agremiação.

São montadas pequenas arquibancadas temporárias e não há cobrança de ingresso. Se você quer ver um carnaval feito pela comunidade e sem o profissionalismo dos dois grupos principais, estes são os desfiles para você. 

Como divulgação mas também pelo respeito que temos por essas escolas, apresentamos abaixo a ordem dos desfiles. (Fonte: site apoteose.com)

 

 

 

 

 

 

SAMBÓDROMO - QUAL SETOR ESCOLHER

 

Mapa do Sambódromo - site liesa.globo.com

 

O desfile começa do lado direito da foto e termina na Praça da Apoteose. Os ingressos do setor 1 não são vendidos, são distribuídos para as agremiações. Se alguém oferecer a você um ingresso deste setor saiba que estão lhe vendendo um ingresso de cortesia.

O início oficial do desfile acontece quando a escola ultrapassa um portão que fica imediatamente antes dos setores 2 e 3. A parte anterior ao portão, onde fica o setor 1, é utilizada para organizar as primeiras alas e para que as demais se arrumem de forma adequada antes de entrar na parte oficial do desfile.

Dizer qual o melhor setor não é muito fácil pois depende muito de gosto pessoal. Eu, particularmente, sempre procuro comprar meu ingresso para os setores 2 ou 3. Mas faço isso porque gosto muito de ver a arrumação da escola e, principalmente, porque enquanto o início do desfile não é autorizado muitas escolas cantam sambas antigos e já tive a oportunidade de presenciar grandes momentos que só quem estava no início da avenida pôde ver.

 

 

Para você ter ideia do ângulo de visão, a foto acima foi tiradas do setor 2.

Além disso, ao lado do setor 2, existe um recuo para a bateria ficar tocando enquanto a escola vai entrando na avenida. E é nítido que enquanto você está ouvindo o som da bateria ao vivo, a animação dos componentes e até a sua é muito maior. Normalmente ela fica no recuo até, mais ou menos, um terço das alas passarem. Após este momento ela vai acompanhando o desfile até entrar no outro recuo que fica ao lado do setor 11. Por ficar um bom tempo parada também neste local, muita gente prefere comprar ingressos para os setores 10 ou 11. Além disso é comum as baterias fazerem evoluções assim que saem deste recuo e vão caminhando para o final da avenida. Os setores intermediários são bons pois você já vê todas as alas passando corretamente formadas e já embaladas no clima do desfile, mas você só vai ter alguns minutos da bateria passando por você.

Os setores 12 e 13, para mim, são os piores locais pois as escolas já passam com o espírito que o desfile acabou. Por outro lado, quando o desfile é muito bom é neste local que acontece a explosão final, gritos de já ganhou e alguns momentos de grande emoção para os componentes e para quem está assistindo. Para as arquibancadas destes setores são vendidos os ingressos a preços populares (R$ 10,00). Os desfiles sempre foram um programa  popular com ingressos acessíveis para a população. Com a chegada da chamada evolução, a profissionalização e a transformação do desfile em um negócio, em um espetáculo grandiosos, os preços subiram. Para dizer que continuavam prestigiando as camadas mais pobres da população, os organizadores criaram estes ingressos populares mas os colocaram no pior lugar para se ver o desfile.

 

COMO IR PARA O SAMBÓDROMO

 

Se você vai para algum setor do lado par, indiscutivelmente a melhor forma é via metrô. Desça na estação PRAÇA ONZE que você estará a 5 minutos de caminhada até o sambódromo. Também por este motivo tenho optado por comprar meus ingressos para o setor 2. Fico no início e ainda ao lado da estação do metrô.

Se você vai para os setores do lado ímpar, via metrô, desça na estação CENTRAL. Mas ainda terá uma boa caminhada (cerca de 20 minutos) até o Sambódromo. Preste atenção pois você terá que cruzar a pista onde as escolas ficam concentradas com seus carros e componentes. Assim que você sair da estação siga em frente e tente atravessar a Av. Presidente Vargas passando logo para o lado onde ficam as arquibancadas. Entre na Rua Benedito Hipólito e caminhe na direção das arquibancadas.

Outra opção é ir de táxi, uber ou 99. Aí você conseguirá parar bem próximo da sua entrada em um viaduto que existe próximo ao sambódromo (Av. Trinta e um de Março). Na volta muitos táxis fazem ponto próximo ao setor 11. Se você estiver no lado par, para pegar táxi, terá que andar para a Avenida Presidente Vargas e tentar atravessá-la assim que acabar a grade que cerca o local de concentração das escolas que deve ser na altura da Rua Carmo Neto.

Se você quiser ir no seu carro, EU NÃO RECOMENDO. Para o lado par você terá que vir pela Rua Paulo de Frontin e estacionar no Centro de Convenções da Sul América (veja no seu GPS) e caminhar uns 20 a 25 minutos até o sambódromo. O estacionamento é bem grande e seu carro ficará bem protegido, mas é provável que você tenha que pagar cerca de R$ 50,00 ou mais e, na saída, principalmente se você sair durante o desfile, mais próximo do estacionamento as ruas vão ficando desertas e escuras e a sensação não é agradável. Já fiz isso duas vezes e não tive problema, mas prefiro evitar.

Para o lado ímpar um bom lugar é estacionar na Av. Frei Caneca, próximo da Rua Mem de Sá. A caminhada até o Sambódromo é de 10 a 15 minutos. O preço deve estar perto de R$ 15,00 a R$ 20,00, mas seu carro vai ficar na rua. O trajeto, mesmo durante o desfile, é mais movimentado pois existem muitos bares funcionando na região. Se você não conhece o Rio de Janeiro vai ficar complicado chegar até lá, pois o trânsito tem vários desvios e você precisará passar por alguns deles, sem falar em alguns blocos pelo caminho. Se você mora no Rio e quer ir de carro, boa sorte. Já fiz isso algumas vezes mas, volto a dizer, não recomendo.

IMPORTANTÍSSIMO: Se você for usar o metrô compre logo o seu bilhete para o retorno. Se você deixar para comprar o bilhete na volta vai ter que encarar uma fila enorme e que não costuma ser nada organizada.   

 

PROIBIÇÕES

 

- Você poderá sair do seu setor e andar por fora dele, mas não poderá sair do sambódromo e retornar.

- Não é permitida a entrada com garrafas de vidro, isopores e fogos. Muito menos com objetos cortantes e armas de fogo, é claro.

- No ingresso diz que só serão permitidas duas garrafas de plástico de bebidas de 500ml e 2 itens de alimentação por pessoa. Eu costumo levar uma mochila com sanduíches e biscoitos. Levo uma água de 500ml também. Os refrigerantes eu compro lá. Se você é da turma da cerveja, no bar também vende (costuma ser uma franquia do Bob’s). Não esqueça que bebendo muito você terá que ir muito ao banheiro e o trajeto do local onde você estiver sentado até o banheiro é sempre chato pois a arquibancada fica cheia.

 

KIT CHUVA

(modéstia à parte, dica que você só vai ver aqui, no Bigorna Viagens.

É a experiência de quem já pegou alguns temporais no Sambódromo)

 

Pode ser que chova. Nessa época do ano é comum acontecerem aquelas chuvas de verão que são bem fortes. E, nas arquibancadas, não há como ver o desfile em local coberto. Portanto, faça o seu kit para se prevenir. Isso, é claro, se você não quiser perder nada do desfile. Caso contrário, é só ficar embaixo da arquibancada esperando ela passar. Mas já aconteceu comigo de chover durante todo o desfile e aí não tem jeito, tem que encarar.

- Leve capa de chuva, pois guarda-chuva atrapalha quem está atrás e o pessoal vai reclamar. Se a chuva for fraca a capa vai ser suficiente.

Mas para aquelas chuvas mais fortes:

- Leve um plástico adicional para você ficar sentado e cobrir suas pernas.

- Leve um saco plástico para você colocar a sua mochila dentro dele. Se você colocar sua mochila nas costas ou no chão ela vai molhar.

- Leve um chinelo de borracha, tipo havaianas. Seu tênis e sua meia vão encharcar e mesmo que a chuva pare você não vai querer passar a noite inteira com o pé molhado, certo ?

Tá achando muito ? Sou exagerado ?  Eu uso óculos. Ainda levo um boné ou uma viseira para tentar diminuir a água que vai cair nas lentes dos óculos.

Vai por mim. É só coisa leve e que cabe na mochila. Tranquilo de levar. Se você encarar uma chuva no Sambódromo você vai lembrar deste post do Bigorna Viagens.

 

Mas, mesmo que chova, é provável que depois você nem se lembre mais desse detalhe. A festa é muito boa.

Boa diversão !

 

Se você vai desfilar não deixe de ver também o nosso post ESCOLAS DE SAMBA - Dicas para quem vai desfilar